terça-feira, 15 de abril de 2014

2º Encontro PNAIC Matemática


O encontro realizado na EMEF Ignês Massad Cola, dia 14 de abril de 2014, com o tema Educação do Campo foi proposto de forma flexível e de acordo com a realidade local.

Por nosso município não possuir uma educação do campo de comunidades agrárias, ribeirinhas entre outras características específicas e únicas como traz o caderno do pacto. O grupo de estudo de Orientadores planejou uma abordagem mais próxima e interativa, convidando assim uma professora da educação campesina para um relato de experiência, mostra de práticas, explanação dos desafios, compromisso e sentimento em relação a sua vida profissional na Educação do Campo.

A Professora Leniana de Fátima Ribeiro, aceitou nosso convite e compartilhou conosco sua experiência como educadora de acordo com a temática do encontro.

Segue alguma imagens...





Após seu relato, houve muitas perguntas, curiosidades e questionamentos em relação a sua prática multisseriada ou que nos deixou bem satisfeita pela troca de informações. Por fim, agradecemos a palestrante agraciando com uma singela lembrança...



Em seguida, a proposta foi apresentar às turmas o texto proposto pelo Caderno do PNAIC " Reflexões sobre a organização do trabalho pedagógico: os “tempos” na educação do campo." ministrado pelo Orientador do 2º ano PNAIC Guarapari Noberto Freitas Gomes, provocando várias reflexões e gerando questionamentos entre as semelhanças e diferenças entre a educação campesina e urbana.


Após os debates, cada turma se dirigiu para a sala onde foi disponibilizado algumas questões para socializar no grupo, como:














Em seguida, fizemos um bingo numérico, pois a proposta de 2014 municipal é apresentar um jogo a cada encontro e para concluir entrega da lembrancinha da Páscoa.

Vencedora do Bingo
Rosiméria Wandekoken


Lembrancinha da Páscoa



Orientadora Náysa Taboada
P/ Equipe NTE

Obs: Arquivo com cartela do bingo e questões na aba Textos e Atividades.


domingo, 6 de abril de 2014

Início das Formações PNAIC Matemática



Pauta:

Neste dia 07 de abril daremos início a formação específica em Matemática.

Sabe-se que durante este ano teremos alguns encontros em Aprofundamento em Linguagem, mas o foco de 2014 está voltado a alfabetização matemática. Então...

... acompanhe, compartilhe suas experiências na aba: Fale conosco e deixe seu recadinho, ele é sempre um incentivo a mais.

Vamos que vamos!

Para este primeiro encontro em Matemática, utilizaremos o Caderno de Apresentação e Matemática Inclusiva.

Mensagem A formação não termina...
*contribuição Elis Beatriz
1º momento: apresentação do curso, cronograma, horários, atividades não presenciais, apresentação dos novos professores alfabetizadores. 

2º momento: Leitura do Texto: "Direitos e objetivos de aprendizagem e desenvolvimento: a Matemática como instrumento de formação e promoção humana" - págs. 48 - 52. Dinâmica: Leitura circular, seleção dos pontos mais importantes e discussões.

3º momento: Educação Inclusiva: Texto: caderno Educação Especial - Pág. 21 -52. "Os alienígenas da sala, da aula..." Dinâmica: Dividir as deficiências em pequenos grupos, para estudo, confecção de cartaz com principais partes e apresentação.

Conclusão vídeo: As cores da flores.


Atividade não presencial: Aprofundamento de Linguagem:
  • Relatório Geral da turma com a situação inicial, que trabalho está sendo desenvolvido e as expectativas de resultados.           (Entrega dia 14/04) 
Obs: Sem slides, pois estamos sem equipamento neste princípio de formação.
Vamos que vamos!
Náysa Taboada
Orientadora 1º ano PNAIC

quarta-feira, 5 de março de 2014

PNAIC 2014



Está quase chegando a hora do PNAIC 2014...
... está previsto para a semana do dia 17 a 21 de março a Formação PNAIC dos Orientadores do Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa pela UFES.

Em breve iniciará o curso com os Professores Alfabetizadores! =D  Náysa Taboada

quarta-feira, 8 de janeiro de 2014

Alfabetização

Curso de formação continuada terá ênfase em matemática

Terça-feira, 07 de janeiro de 2014 - 11:15
O Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa é um compromisso dos poderes públicos para alfabetizar todas as crianças até os oito anos de idade ao fim do terceiro ano do ensino fundamental (foto: João Neto/MEC – 14/10/13)Professores de escolas públicas que lecionam em classes de alfabetização do primeiro ao terceiro ano do ensino fundamental participarão, este ano, de um novo curso de formação continuada, promovido pelo Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa. A ênfase da formação será a matemática, mas os professores continuarão os estudos de língua portuguesa, tema principal dos cursos em 2013. Cerca de 300 mil educadores, que trabalham em 5.420 municípios, aderiram ao programa em 2012.

Lançado pela presidenta da República, Dilma Rousseff, em novembro de 2012, o Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa é um compromisso dos poderes públicos para alfabetizar todas as crianças até os oito anos de idade, no máximo, até o fim do terceiro ano. A adesão de estados, Distrito Federal e municípios é a forma de alcançar o objetivo. A ação envolve 38 instituições públicas de educação superior e secretarias de Educação. O investimento do governo federal está estimado em R$ 2,7 bilhões.

Dados da Coordenação de Formação Continuada da Secretaria de Educação Básica (SEB) do MEC indicam que 314.761 professores participaram dos cursos presenciais em 2013. Eles ministram aulas a 7,9 milhões de estudantes, distribuídos em 108.733 escolas e 400.069 turmas de alfabetização.

As 38 universidades que integram o pacto participaram com 642 professores formadores, 172 supervisores, 38 coordenadores-gerais e 40 coordenadores-adjuntos. As secretarias estaduais e municipais de Educação designaram 15.903 orientadores de estudos e 5.480 coordenadores locais. No pacto, os educadores recebem R$ 200 por mês para fazer a formação.

Na avaliação da coordenadora de formação continuada da SEB, Mirna França da Silva de Araújo, o pacto foi muito bem recebido pelos educadores. “Eles se sentem apoiados para criar e desenvolver ideias e cenários que fortaleçam a alfabetização”, diz. O pacto, segundo Mirna, tem um aspecto diferente. Além da mobilização nacional, articula a formação continuada com material didático específico para a alfabetização e a avaliação.

Prova — A primeira Avaliação Nacional da Alfabetização (ANA), instrumento criado pelo pacto, foi realizada pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep) entre 11 e 21 de novembro de 2013. No período, foram avaliados itens como infraestrutura das escolas, formação dos professores, gestão, organização do trabalho pedagógico e desempenho dos alunos do terceiro ano. A divulgação dos resultados está prevista para março próximo.

Para os cursos de alfabetização matemática, os professores de turmas do primeiro ao terceiro ano do ensino fundamental vão contar com 13 cadernos de formação. O material aborda conteúdo a ser ensinados aos estudantes. Desse conjunto de cadernos, dois orientam sobre o trabalho com jogos na alfabetização.

Ionice Lorenzoni
 
Palavras-chave: educação básica, alfabetização, matemática, pacto
 
Fonte: http://portal.mec.gov.br